Entrevista Exclusiva com a cantora Priscila Senna para Day News

Entrevista Exclusiva com a cantora Priscila Senna para Day News
Foto: Reprodução divulgação/ Priscila Senna


Priscila Senna,

Cantora.


Priscila Senna iniciou sua carreira aos 10 anos de idade, fazendo backing vocal na banda de um tio, o mesmo levou-a para programas de TV cujo foco era a música brega e assim deu-se início a sua trajetória musical. Em 2009, deu start à sua carreira com a Banda Musa. Fez sucesso com a música “Meu Novo Namorado” e ouviu sua música sendo regravada por bandas grandes do Brasil, a exemplo de Aviões do forró e Calcinha Preta. Desde então, acumula sucessos que estão na boca do povo e nas carrocinhas de som espalhadas pela Região Metropolitana do Recife. "Sorte", "Eu Quero Atitude" e "Toda Mulher é Igual a uma Flor" são alguns dos hits. De lá para cá, ela passou pelos grupos Sensação do Brega e Musa do Calypso até enveredar pela carreira solo. 

 

A cantora Priscila Senna me concedeu uma entrevista exclusiva. Segue abaixo o nosso bate-papo:

 

Day News: Com quantos anos começou a cantar e o que te fez entrar na música? Como começou a sua carreira?

Priscila Senna: Profissionalmente, posso me considerar cantora desde os 13 anos. Tive um início bem diferente, fui apresentada à música por meu tio, que dançava em banda de brega no Recife e que achava que eu poderia ser cantora. Através dele, tive acesso a um teste e desde então estou aqui. Virei cantora por causa dele.

 

DN: O que a música representa para sua vida?

PS: Tudo. Acho que a música significa tudo pra mim e pra boa parte da minha família. Tanto antes de ser casada, quanto depois de me casar. Na verdade, pude mergulhar nesse universo ainda mais depois que casei com Márcio (Mário Pires). Ele sempre trabalhou com isso e tem uma família muito musical. O meu cunhado Elvis Pires – de quem eu sou muito fã – é um dos maiores compositores do Brasil.


DN: Quem te inspira musicalmente?

PS: Gente, eu já tive muitas inspirações. Admiro o trabalho de muita gente, mas sempre falei pra todos e me orgulho muito de ser muito fã de Joelma. Aquela mulher é uma rainha. Maravilhosa. Eu amo demais.


DN: Quais os artistas tem na sua playlist e qual indicaria para os nossos leitores?

PS: Eu escuto de tudo, sou muito eclética. Ouça do brega ao forró. Do pop aos outros ritmos internacionais. Sou muito romântica e não escondo uma quedinha ainda maior pelas músicas da sofrência. 


DN: Como é a sua rotina hoje?

PS: Eu me divido entre as minha tarefas de cantora e de mãe. Não tenho nada de rituais muito diferenciados. Eu vivo bem, tranquila e realizada. Não mudei em nada a minha vida, a não ser a quantidade de shows, que graças a Deus só aumenta.


DN: Quais os próximos projetos? Alguma novidade que poderia nos adiantar com exclusividade?

PS: Estamos divulgando a minha música nova chamada Nojo. Além disso, temos um EP novinho e guardado pra lançarmos quando passar essa pandemia. E eu também quero pedir pra todo mundo me seguir no Instagram porque eu vou fazer bem muita live abordando muitos outros assuntos nas redes sociais além da música.

 

DN: Como você lida com o carinho dos fãs?

PS: São tudo pra mim. São maravilhosos. Eu amo cada mensagem, cada demonstração de carinho. E eles sabem que tudo o que eu faço é simplesmente pensando neles. 


DN: Qual recado você deixa para os leitores e fãs que acompanham seu trabalho?PS: Que continuem curtindo o meu trabalho e se não gostarem de algo, que mandem mensagem para que eu tente melhorar. Sempre estou pensando no que eles gostam. Vivo por eles. 


DN: Quais os artistas que você gostaria de fazer parceria?

PS: Gente, quero gravar com muita gente. Mas meu maior sonho eu já realizei. Era gravar com Joelma e isso que já consegui, tá gente? kkkkkkkk

Gravação do DVD da Banda Musa (Priscila Senna) com participação de Joelma/ Foto: Reprodução divulgação


DN: Pra você, quais os desafios do ramo musical?

PS: Se reinventar sempre. Porque os fãs mudam muito. Todos os dias tem novidades no mercado musical e a gente não pode ficar pra trás.


DN: Quais os momentos mais marcante da sua carreira você destacaria e quais têm sido os maiores desafios ao longo dessa trajetória?

PS: Até hoje, o maior momento da minha vida foi cantar na abertura do Carnaval do Recife. Já tive outras experiências muito marcantes, mas nada como cantar pra 400 mil pessoas e bater esse recorde de púbico.


DN: Seus fãs juntamente com a da cantora Joelma espera mais uma parceria ou projeto entre vocês duas. Existe essa possibilidade de novo feat ou um projeto que percorra o Brasil?

PS: Meu amor, pra Joelma sempre há qualquer possibilidade. Espero sim gravar novas músicas com ela. 


DN: Por que tirou o Calypso do nome?

PS: O nome Calypso estava no nome da banda justamente por eu ser muito fã da Joelma. E depois de muito tempo, me provaram que eu não cantava o ritmo calypso, então não tinha muito nexo eu ter o nome do ritmo no nome da banda se eu não cantava, né?

Postar um comentário

3 Comentários

  1. Ameeeeeiii a entrevista! Priscila Senna Maravilhosa.. Sou super fã! ♡

    ResponderExcluir
  2. Sou super fã das duas e espero que esse novo feat saia logo logo amo vcs

    ResponderExcluir